O que é linfoma e quais são seus sintomas? Aprenda já!

Paciente de mama com sua mãe

Saber o que é linfoma e quais são os sintomas é fundamental, já que é uma doença que vem crescendo nos últimos anos. Ela ocorre quando as células que compõem o sistema linfático, e que deveriam deixar o organismo imune ao ataque de vírus, bactérias e demais perigos, se transformam em malignas, desenvolvendo-se de maneira descontrolada e afetando esse sistema.

Pode ser dividido entre linfoma de hodgkin e linfoma não hodgkin, apresentando sinais, grau de agressividade, ocorrência e características diferentes. O primeiro acontece em um tipo de célula linfoide conhecida como Reed-Sternberge, e o segundo tem uma maior ocorrência e pode aparecer em outras células do sistema linfático.

Quer entender um pouco mais sobre a doença, suas causas, sintomas e demais questões? Então, continue sua leitura!

Causas do linfoma

A célula linfócito tem como função defender o corpo contra infecções. A doença acontece quando há uma mutação maligna nessa célula e ela começa com um processo descontrolado de multiplicação, podendo, inclusive, migrar para diferentes órgãos e tecidos, causando sérios transtornos e aumento de volume.

Fatores de risco

Existem alguns fatores que tornam maior a probabilidade de risco de ter a doença, como:

  • comprometimento da função imunológica, provocado, por exemplo, pelo uso de medicações imunossupressoras para doenças autoimunes;
  • infecções provocadas pelo vírus Epstein-Barr, causador da mononucleose;
  • infecções causadas pela bactéria H. Pylori, que afeta o estômago;
  • portadores do vírus HIV;
  • exposição a agentes químicos e radioativos;
  • histórico familiar de linfoma.

Sintomas do linfoma

Os sintomas do linfoma podem variar muito de acordo com a região em que estiver localizado, tamanho e tipo. Conheça os principais:

  • inchaço dos gânglios linfáticos (por exemplo, axila, virilha e pescoço);
  • febre;
  • cansaço;
  • sudorese noturna;
  • perda de peso;
  • coceira na pele;
  • anemia;
  • dores abdominais.

Diagnóstico da doença

Além de saber o que é linfoma e quais os seus sintomas, é necessário entender como o diagnóstico da doença é feito. Em caso de suspeita, o ideal é buscar um médico especializado, que vai tomar as medidas necessários para ter um diagnóstico preciso e tratar da melhor forma.

O exame mais comum é a biópsia da região afetada, que consiste na retirada de uma parte do gânglio atingido. A análise do tecido é capaz de identificar o tipo e subtipo do linfoma. Depois do diagnóstico, é importante conhecer o acometimento provocado pela doença e, para isso, podem ser realizados os seguintes exames:

  • exames radiológicos, como a tomografia;
  • avaliação da medula óssea;
  • ultrassonografias;
  • demais testes bioquímicos.

Formas de tratamento

O tratamento inicial é definido de acordo com o tipo, estágio da doença, idade e condições clínicas do paciente. Nos primeiros estágios geralmente a terapia é feita por meio de quimioterapia, seguida de radioterapia para as regiões acometidas.

Nos casos dos estágios mais avançados, a quimioterapia pode ser realizada como tratamento isolado, e a radioterapia pode ser utilizada para locais de grande volume de doença. Em situações mais graves, que não respondem bem à quimioterapia, o transplante de medula óssea pode ser uma opção.

O linfoma é uma doença que atinge um número maior de homens do que mulheres. No entanto, pessoas de qualquer gênero e idade precisam saber o que é o linfoma e quais são os sintomas e, assim, adotar medidas preventivas para evitar seu acometimento, como ter uma alimentação saudável, praticar exercícios físicos, evitar exposição a elementos ionizantes, realizar check-ups periódicos e buscar ajuda médica em casos de suspeitas.

Gostou deste post? Aproveite sua visita para entender as diferenças entre radioterapia e quimioterapia e saiba mais sobre o assunto!

Compartilhe:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email