fbpx

Blog

Qual a importância da água no tratamento de câncer?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Você já parou para imaginar qual a importância da água? Ela é fundamental para a vida e para o funcionamento do nosso corpo porque participa de quase todos os processos metabólicos que acontecem o tempo todo. E se ela é tão relevante assim, precisamos conversar: qual é a importância da água no tratamento de câncer?

Para entendermos sua importância, vamos falar sobre o inverso, a falta de água, ou seja, a desidratação:

A desidratação pode atrapalhar o tratamento e ainda causar sintomas como sonolência, fadiga, prisão de ventre, confusão mental, entre outros. Ela ocorre quando ingerimos quantidade insuficiente de líquidos ou quando perdemos muito desses líquidos. Por exemplo, em casos de diarreia e vômitos fortes. Nesses casos, repor a água é extremamente importante.

Para responder a pergunta do título “qual a importância da água no tratamento de câncer?”, precisamos levar em conta que o seu consumo ajuda a reduzir alguns efeitos colaterais da quimioterapia e de certos medicamentos. Alguns desses efeitos colaterais são as aftas, a boca seca e a prisão de ventre.

Tudo bem. Falar sobre beber água é lindo. Mas e quando não conseguimos beber a quantidade que precisamos? A média ideal é de 8 a 10 copos por dia! Para muita gente, não é tarefa fácil, seja pela falta de hábito, pela presença de alguns sintomas, pela alteração de paladar…

Se você tem essa dificuldade, aí vão algumas formas de facilitar a sua rotina:

  1. Hoje em dia existem aplicativos que te ajudam a lembrar de tomar água. Eles te mandam um alerta de tempos em tempos! Você pode também programar um despertador ou deixar lembretes pela casa.
  2. Um dos principais motivos de não beber água é por ela não estar sempre à vista.  Ande com uma garrafinha ao seu lado, assim fica mais difícil esquecer e também não corre o risco de ficar muito tempo sem beber nada.
  3. Se não consegue beber muito líquido de uma vez (as vezes pode causar náuseas), beba em menor quantidade, mas várias vezes ao longo do dia.
  4. Muitos pacientes se queixam que a água fica com gosto amargo ou metálico. Neste caso, algumas dicas podem ajudar, como pingar gotinhas de limão na água, fazer uma água aromatizada (com hortelã, gengibre, laranja, maracujá…), ou optar por água de coco. Mudar a temperatura da água também pode ajudar (mais gelada ou mais morna) e até mesmo chupar pedaços de gelo.
  5. Importante: não precisa ser somente água! Chás gelados, sucos de frutas naturais e água de coco também são muito importantes para manter a hidratação.
  6. Consuma frutas que são ricas em líquidos, como melancia, melão, laranja, ameixa, abacaxi…
  7. Tomar sopa também é uma ótima opção!
  8. Evite refrigerantes ou bebidas adocicadas. Elas podem causar alguns efeitos indesejáveis, como enjoos, dor de estômago, sensação de estofamento e gases.
  9. Evite bebidas alcoólicas. Elas podem diminuir ou aumentar a ação dos medicamentos no seu corpo, deixando o tratamento sem efeito ou mais tóxico.

Próximos Passos

Esperamos que essas dicas te ajudem em seu dia a dia, mas lembre-se: alguns casos precisam de uma orientação individualizada. Sendo assim, procure profissionais de saúde que possam te ajudar! Mande mensagem para nosso enfermeiro no chat do aplicativo WeCancer! Ficaremos felizes em te dar essa orientação. Estamos juntos nessa jornada!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email