Veja como contar com uma equipe multidisciplinar no tratamento do câncer

equipe multidisciplinar no tratamento do câncer

Uma equipe multidisciplinar no tratamento do câncer é fundamental, tendo em vista que é um processo que passa por várias etapas. E, em cada uma delas é necessário o atendimento de um profissional de saúde especializado para prestar o melhor suporte possível.

Cada paciente reage de uma forma diferente, por isso, ter uma equipe multidisciplinar te prepara para atuar de forma humanizada em cada etapa. Assim, você terá uma abordagem mais ampla e eficiente, desde o diagnóstico até o pós-tratamento, fazendo com que cada membro tenha um papel importante no cuidado.

Pensando na importância de contar com esse grupo de profissionais, elaboramos este post para mostrar como esse processo funciona. Acompanhe!

Por que foi criada a equipe multidisciplinar no câncer?

A medicina é uma das áreas mais amplas do atendimento humano. Um médico oncologista passa anos estudando para se tornar um especialista, entre graduação e qualificação.

Mesmo assim, ele não pode trabalhar sozinho, já que é necessário ter o auxílio de um enfermeiro, por exemplo, para auxiliar na administração do tratamento. Além disso, existem outros profissionais envolvidos, como é o caso do nutricionais, considerando que uma alimentação adequada e saudável é imprescindível em qualquer processo de cura.

Para elaborar as melhores ações, é preciso saber tudo relacionado ao paciente, como o tipo de tumor, medicações disponíveis, condições de saúde e demais fatores. Por este motivo, existe uma equipe multidisciplinar.

Qual é a importância da equipe multidisciplinar no tratamento do câncer?

A abordagem completa do doente e seus familiares se torna mais simples quando submetida aos olhares de profissionais diferentes, já que o paciente pode necessitar da intervenção de várias especialidades, como neurologia ou medicina geral.

Sua importância está no fato de que promove um melhor atendimento aos enfermos e proporciona um atendimento centrados na necessidade de cada um, pois não se trata de um trabalho pré-organizado. As necessidades são identificadas e diagnosticadas, fazendo com que os profissionais se reúnam para buscar a recuperação da saúde e o bem-estar de quem está recebendo os cuidados.

Como é composta a equipe multidisciplinar?

Cada membro exercer uma função muito importante no tratamento. Conheça agora alguns dos profissionais que compõem essa equipe tão importante.

Médica(o) oncologista

É ela ou ele quem analisa as características da doença, estado do paciente, método adequado de tratamento e evolução do quadro. Ou seja, ele define o rumo geral do tratamento, por exemplo, se vai precisar de quimioterapia, radioterapia ou cirurgia.

Além disso, a médica oncologista avalia os resultados do tratamento para identificar se está sendo satisfatório ou se precisa alterar alguma coisa, e os efeitos colaterais que podem aparecer no decorrer do procedimento.

Enfermeira(o)

O enfermeiro é quem, na maioria das vezes, aplica o tratamento, monitora, orienta e colhe informações sobre os efeitos colaterais e outros fatores. Qualquer intercorrência notada deve ser repassada para o médico, no entanto, também é necessário que tudo isso seja registrado.

Entre as funções do enfermeiro está a administração das medicações, a realização de curativos se for preciso, o auxílio ao paciente de acordo com suas necessidades e o atendimento imediato às suas solicitações.

Equipe radioterápica

Trata-se de um outro time formado dentro da equipe multidisciplinar criada para o tratamento de combate ao câncer. Dentre seus componentes estão um médico radio-oncologista, que estabelece se existe ou não a necessidade de radioterapia, e um técnico radioterápico, que vai posicionar o paciente, manusear o equipamento e demais aparelhos necessários ao tratamento.

Esse time possui em média de dez profissionais dedicados à radioterapia. Alguns têm a função exclusiva de analisar os resultados do exame, enquanto outros controlam a dose e intensidade do feixe de radiação a ser administrado.

Nutricionista

A alimentação é essencial para manter os nutrientes necessário para o corpo e fazer com que o paciente esteja forte e reaja positivamente ao tratamento. Considerando isso, o nutricionista desenvolve um papel relevante para a equipe multidisciplinar.

É ele quem vai estipular a dieta do paciente, o que é indicado e o que não pode ser consumido, a quantia de cada nutriente e demais pontos relacionados à alimentação. Além disso, pode indicar alimentos que possuam a ação de combater efeitos colaterais, como as náuseas e dores de cabeça.

Farmacêutico

É um especialista em medicamentos e sua interação com o organismo do paciente. Ele consegue averiguar a qualidade de um remédio, sua composição, seus possíveis efeitos, reações adversas e os fabricantes do fármaco.

Atuando em conjunto com a equipe, o profissional consegue auxiliar a estipular os melhores medicamentos a serem usados em cada situação, com o objetivo de aumentar a eficiência e reduzir as reações.

Psicóloga(o)

Essa especialidade dentro da Oncologia surgiu pela necessidade do acompanhamento psicológico tanto do paciente quanto de sua família. Sua função é promover o apoio psicoterapêutico e psicossocial após o impacto do diagnóstico, com o objetivo de administrar as consequências e trazer clareza durante o tratamento clínico.

A exposição dos anseios e preocupações do paciente e da família durante o contato com a psicóloga é fundamental para melhorar a abordagem e conseguir melhorar a qualidade de vida do doente.

Fisioterapeuta

O profissional de fisioterapia oncológica trabalha para preservar a qualidade de vida de pacientes com câncer. A importância e o uso dessa prática para o benefício do paciente vem crescendo ao longo dos anos no Brasil. Essa especialidade possui o foco é manter e desenvolver a integridade dos sistemas e órgãos do paciente, o exercício fisioterapêutico visa prevenir atenuar os efeitos colaterais do tratamento de câncer.

Essa prática pode ser feita ao longo dos tratamentos de quimioterapia, radioterapia e também no pós e pré-operatório. O intuito é deixar claro para o paciente de que o exercício físico de baixa intensidade promove benefícios para seu bem-estar, porque serve na adaptação do corpo com a atual condição.

Como a tecnologia pode ajudar nesse processo?

Com o avanço da tecnologia, é possível encontrar no mercado aplicativos gratuitos que vão esclarecer suas principais dúvidas sobre o tratamento, por meio de um profissional, sem precisar sair do conforto da sua casa.

Além disso, você tem acesso ao registro diário de sintomas, que se transformarão em dados a serem avaliados pela equipe médica. Assim como lembretes para que você não se esqueça tanto de tomar os medicamentos no horário certo, quanto de perder suas consultas e exames.

A Wecancer é uma plataforma completa que possibilita que a sua equipe multiprofissional saiba instantaneamente como você se sente e, assim, realize a gestão do seu cuidado fora do centro de tratamento. Entre as principais vantagens estão:

  • registro dos sintomas de acordo com o seu protocolo de cuidado, viabilizando que a sua equipe médica cuide de você melhor fora do hospital;
  • lembrete para tomar a medicação na hora certa e não se esquecer de exames e consultas;
  • acompanhamento da evolução clínica por meio de gráficos simples e intuitivos gerados pelo aplicativo;
  • esclarecimento de dúvidas com profissionais capacitados.

Não há dúvidas da importância da equipe multidisciplinar no tratamento do câncer, considerando que é esse time que vai oferecer todo o suporte que o paciente precisa em um momento difícil. Com esse conteúdo, você pôde conhecer a função de cada profissional e como a tecnologia tem o poder de contribuir para tornar o processo mais simples

Quer inserir essa praticidade na sua rotina? Então, baixe o aplicativo wecancer e aproveite de todas os benefícios gratuitos que essa tecnologia tem a oferecer!

Compartilhe:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email